Saint Seiya World


A Nova Era das Trevas
 
InícioPortalFAQBuscarMembrosRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Teste - Santa de Ouro de Câncer

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Narrador
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 412
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : ???
Resistência : ???
Agilidade : ???
Energia : ???
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 16/07/2008

MensagemAssunto: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Ter 3 Nov 2009 - 9:51

Nome do candidato: Beatrice
Ordem: Athena
Player: Beatrice
Teste iniciado em: 03/11/09


Pedimos para que somente os usuários: Narrador e Beatrice postem neste tópico.
O sistema de testes poderá mudar no futuro (sendo postado de outra forma)
O usuário terá um prazo de 48 horas (dois dias) para responder cada etapa do teste (finais de semana e feriados não contam), após terminar os moderadores irão analisar e postar sua pontuação. Pedimos que tome cuidado com abreviações e gramática (ver regras sobre testes).

Equipe Saint Seiya World deseja boa sorte!

--------------------------------------------------------------------------------------------------------

Long, long journey
Out of nowhere,
Long, long way to go;
But what are sighs and what is sadness to the heart that's coming home?
(Long Long Journey – Enya)


*Construções parcialmente destruídas começavam a aparecer no horizonte, uma longa escadaria ligava uma construção a outra, até o topo da encosta, onde uma estátua se erguia imponente. Mas ainda havia uma grande extensão a ser percorrida.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador Geral
Level 5
Level 5
avatar

Número de Mensagens : 871
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 04/04/2009

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Sex 6 Nov 2009 - 14:15

(OFF: Beatrice, seu prazo de 48 horas úteis expirou, a partir de hoje serão descontados pontos de seus teste por dia de atraso! Se tiver problemas para acessar o fórum, favor deixar um aviso na área de Ausência.)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Administrador Geral
Level 5
Level 5
avatar

Número de Mensagens : 871
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 04/04/2009

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Ter 8 Dez 2009 - 20:21

(OFF: Teste reaberto!)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beatrice

avatar

Alcunha : Maga dos fios

Número de Mensagens : 30
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 20/10/2009

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Qua 9 Dez 2009 - 21:49

O fim do dia anterior havia se mostrado uma verdadeira "passagem", vagando pelas ruas quase vazias da vila, as pessoas que antes lhe observavam com grande curiosidade agora lhe viam de forma diferente apenas por estar desacompanhada de suas irmãs. A pouco mais de três meses haviam se instalado ali perto, passando a treinar nas tardes quentes tão comuns ao país, corriam por ali sempre depois do almoço numa tentativa árdua de conseguir memorizar os caminhos das pequenas ruas que circundavam a vila.

A chuva que fora prometida pelas nuvens escuras que se aproximavam no inicio da noite lhe molhavam as costas quentes de forma suave pouco antes de as gotas de chuva dobrarem de tamanho e caírem sobre todo o corpo, mas preferiu não se importar e continuar a caminhar em direcção certa ao desconhecido já que não se lembrava de ter alguma vez passado por ali. Na verdade não reconhecia o caminho desde que a escuridão tomou conta do horizonte.

Não lhe era estranha situação de encontrar-se sozinha em um lugar completamente desconhecido, todos os lugares por onde passava lhe pareciam desconhecidos, como se nunca tivesse pertencido a lugar nenhum e lugar nenhum ter sido realmente importante a ponto de desejar raízes. Sentiu certo desespero crescer dentro de si, era a primeira vez que realmente se permitia a certeza de não pertencer a lugar nenhum, era estranhamente real e aceitável, mas estranhamente assustador. Assim correu.

Sentia-se ainda mais perdida e sozinha, não sabia onde estava, nem mesmo onde iria chegar, a chuva ainda caía forte sobre sua cabeça e formava poças no chão, mas ainda corria. Olhando para o chão acabou por não perceber a árvore a sua frente, pouco antes de bater a única coisa que conseguia ver era muito longe de si uma estátua que se erguia imponente, estava distante no alto de uma encosta, mas sim era uma estátua.

Quanto tempo ficou ali com o "pequeno" galo na cabeça não sabia ao certo dizer, em bem verdade nem mesmo poderia dizer onde estava, a única coisa que se lembrava era de ter batido na árvore ainda visível a sua frente e a estátua. Pensou sinceramente fazer em pedaços a culpada pela marca na cabeça, mas a segunda opção era mais interessante. Ergueu os olhos para o lugar onde avistou a estátua, era um pedaço muito pequeno, quase desaparecia por entre as nuvens claras da manhã, ou talvez a distancia lhe pregasse uma peça com os olhos. Caminhou durante um certo tempo se apoiando nas copas das árvores, uma debilidade ignorante dado fato do "banho" na noite anterior.

Quando finalmente conseguiu sair por de trás das árvores lá estavam: construções parcialmente destruídas, uma longa escadaria ligava uma construção a outra, até o topo da encosta, onde a estátua se erguia imponente. Sim era a estátua que avistara na noite anterior. Era inexplicável a forma como se sentia ali, um mesclo de felicidade e de duvida e uma certa segurança que parecia crescer sabe-se-la de onde. Tinha apenas duas opções, mas nenhuma das duas eram divertidas, poderia sair dali e procurar voltar outra hora, ou sair dali já que não tinha exactamente certeza do que a esperava. Sendo assim seguiu em frente.

Caminhou durante um tempo completamente dispersa do caminho exacto que estava fazendo, procurando observar as pessoas e a paisagem, mas não conseguia se prender a qualquer coisa que fosse diferente da imponente estátua que se aproximava cada vez mais, se mostrando ainda maior do que realmente aparentava ser. De certo ainda tinha um longo caminho pela frente, estava parada próxima a primeira casa e se perguntava como poderia ser tão certo seu desejo de chegar até ela lá tão longe e de alguma forma tentar toca-la ou apenas estar de frente a ela.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 412
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : ???
Resistência : ???
Agilidade : ???
Energia : ???
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 16/07/2008

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Sex 11 Dez 2009 - 11:34

"Auto lá, estranha!" a voz feminina era extremamente autoritária. "Onde pensa que vai?"

Se voltasse sua atenção para a dona daquela voz veria uma loira vestida em trajes civis normais com uma expressão nada amigável no rosto.

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beatrice

avatar

Alcunha : Maga dos fios

Número de Mensagens : 30
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 20/10/2009

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Sex 11 Dez 2009 - 12:40

Se não fosse a voz autoritária provável que tivesse pensado outra vez antes de se virar e olhar a mulher de cima a baixo como se ela fosse a errada. Com a perna direita para trás a fim de manter um melhor equilíbrio, apenas levantou a cabeça jogando um olhar por cima dos ombros para espiar a pessoa que chegava.

A loira se vestia de trajes normais e não tinha uma expressão muito feliz em vê-la, mas se a outra lhe conhecesse melhor teria a certeza de que cogitava alegremente a oportunidade de causar-lhe muita dor. Odiava ser pega em posição de "admiradora infantil" como diziam suas irmãs e tinha quase certeza que estava com os olhinhos brilhando feito criança no natal pouco antes de ter sido interrompida.


- Desculpe. - Falou finalmente voltando-se de frente para a jovem, o sorriso sarcástico denunciava seu pouco caso com a jovem a sua frente. - Não foi minha intenção invadir assim com tanta indelicadeza.

Durante o que pensou ser pouco mais de um minuto observou a jovem agora frente a frente, não parecia ser mais velha, mas não sabia nada sobre ela ou o que exactamente ela era, e em bem verdade era uma estranha e uma intrusa, mas não daria o braço a torcer frente a outra.

- Na verdade eu... cogitava chegar até aquela estátua lá em cima, mas não creio que com você aqui o seja permitido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 412
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : ???
Resistência : ???
Agilidade : ???
Energia : ???
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 16/07/2008

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Sex 11 Dez 2009 - 13:09

"Não, não será!" disse a loira percebendo o desdém da intrusa. "Vejo que acha que pode me derrubar facilmente para passar... Saiba que as aparências enganam, querida!"

*Seu olhar era calmo, um sorriso se esboçou em sua face.*

"Não permitirei que uma estranha que nem sabe o significado daquela estátua ou do que este lúgar representa continue andando por aqui... Ou você sabe o significado... Beatrice?"

*Um brilho misterioso toma conta do olhar da jovem de cabelos loiros, seu sorriso também ganha um ar enigmático. Como aquela mulher poderia saber o nome de Beatrice? Teria sido aquele um palpite muito bom? Quem sabe sorte? O fato é que o nome lhe saíra pelos lábios de uma forma completamente natural, sem exitação, sem medo e sem erro.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beatrice

avatar

Alcunha : Maga dos fios

Número de Mensagens : 30
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 20/10/2009

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Sab 12 Dez 2009 - 13:08

"Beatrice". Ouviu seu nome sair pelos lábios daquela completa estranha, deu um passo em falso para trás e foi ao chão, mesmo que rapidamente tenha recuperado sua postura, seus olhos ainda fitavam a estranha de forma assustada de pura surpresa. Observou a mulher a sua frente de cima a baixo e procurava em sua mente qualquer vaga lembrança do rosto sem conseguir uma única pista se quer.

Odiava aquela situação de estar completamente presa ao conhecimento dos outros a seu respeito, e pior mesmo que sugasse de si toda a lembrança possível não conseguia se lembrar daquela mulher a sua frente. Tomou assim como se nunca a tivesse visto em toda sua vida. Levantou-se, aquela situação com certeza não a colocaria em defensiva, tão pouco a tiraria dali sem obter respostas.


- Eu não sei como sabe meu nome e tão pouco o porque de aquela estátua ter me chamado tanto a atenção a ponto de vir até aqui. - Ela virou-se novamente para a estátua e novamente para a mulher. - Mas de uma coisa eu tenho certeza você não me conhecesse porque se conhecesse saberia perfeitamente qual o meu desejo neste instante.

Seguiu a passos firmes e lentos até a jovem, memorizava cada frase que saíra da boca dela a poucos instantes, mas foi apenas quando passou pela jovem com o intuito de partir dali que se lembrou da frase dita pouco antes de seu nome, como se um raio lhe cortasse o corpo era uma nova onda de susto e de surpresa, sem a queda no chão era como se estivesse completamente pregada ali no chão.

"Não permitirei que uma estranha que nem sabe o significado daquela estátua ou do que este lugar representa continue andando por aqui... Ou você sabe o significado...

Pequenas palavras dentro de sua cabeça relembravam pequenas informações sobre aquele lugar ou aquela estátua, lembrava-se de seu mestre dizer que mesmo que conseguisse chegar até ali, aquele lugar apenas se abria aqueles que realmente o merecessem, como um feitiço da deusa para proteger as pessoas de dentro e de fora.


- Eu procurei este lugar durante os três últimos meses, mas não sei dizer ao certo porque de apenas agora eu conseguir encontra-lo. - - Riu alto passando as mãos nervosas pelo cabelo ainda umido da noite anterior. - É engraçado que só possamos encontrar aquilo que procuramos quando não nós lembramos que o procurávamos. Tão pouco sua existência.

Sentiu certo buraco no estômago, mas podia mover-se novamente. Virou-se a observar o lugar que procurou por quase toda sua estadia naquele país estranho, não tinha certeza do que a fez por fim encontra-lo, tinha tantas duvidas na cabeça se aquele realmente seria seu destino que acabou por se esquecer do significado de estar ali ou do porque de encontra-lo.

- Sinto. - Observou a mulher por fim de forma um pouco mais branda, mesmo que ainda desejasse causar-lhe muita dor apenas por vê-la naquela situação de conflito interno. - Mas não pretendo arredar-me os pés daqui. E torno a repetir que não será você a me impedir de chegar até lá em cima. Agora mais do que nunca quero chegar lá.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 412
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : ???
Resistência : ???
Agilidade : ???
Energia : ???
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 16/07/2008

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Ter 15 Dez 2009 - 20:15

"Me dê apenas dois bons motivos que talvez me levassem a pensar sobre te deixar passar!", disse firme. "Você subestimas as pessoas, sabia? Lição número um: Aqueles que almejam um armadura e o título de santo nunca devem subestimar seus inimigos!"

*A jovem de cabelos louros cruzou os braços. sua expressão ganhou um ar sutil de seriedade.*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beatrice

avatar

Alcunha : Maga dos fios

Número de Mensagens : 30
Idade : 28
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : 1 +0
Resistência : 1 +0
Agilidade : 1 +0
Energia : 1 +0
Cosmo (%) :
0 / 1000 / 100

Vida (%) :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 20/10/2009

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Ter 15 Dez 2009 - 22:22

Mirou-a novamente. Começava a ter por ela algum tipo de respeito, sabia perfeitamente como dar lições, mas o que mais a motivo foi a certa ainda mais forte de que não conhecia a jovem. Se elas se conhecessem a outra saberia perfeitamente, aquela já era uma lição aprendida.

- Há firmeza em suas palavras garota e isso me deixa muito feliz, ter de passar por alguém que tem plena certeza de suas acções e do peso de suas próprias palavras. - Disse com o sorriso um pouco mais brando, mas ainda de ar zombeteiro no rosto. - Mas respondendo sua pergunta posso lhe dar pelo menos um bom motivo para sair da minha frente e ele é bem simples: Você não é minha inimiga. Dessa forma também posso desconsiderar completamente a lição que acaba de tentar me lembrar.

Respirou fundo e olhou-a com o rosto mais sério, não havia o sorriso de graça no rosto, tudo em sua face expressa plena seriedade a situação que agora se punha entre as duas.

- Permita-me lhe repassar a lição número um como ela de fato deve ser passada: Aqueles que almejam qualquer posição que conduz as outras pessoas a uma situação de inferioridade nunca devem subestimar nenhuma pessoa. A um santo de Athena a lição é ainda mais dura e aqueles que não a respeitam condenam tudo aquilo que conhecem e aquilo que não conhecem, condenam seu passado, o passado daqueles que não conheceram, seu próprio futuro e o daqueles que ainda estão por vir em sua sequência. - Colocou-se frente a jovem e fechou os olhos por um momento, reabrindo-os de forma felina a fim de frisar suas palavras.

- A lição número a um santo de Athena é o respeito a qualquer um que se apresente em sua frente, amigo ou inimigo, subordinado ou superior. E não devem isso aos outros simplesmente por serem outros, mas pelo fato de serem pessoas. E é pelo fato de existirem que estamos aqui, simplesmente para que exista um amanhã onde essas pessoas irão viver e temos fé em nossa Deusa de que viveram com esperança e a certeza da igualdade não importa em que nível estejam. Entendeu garota.

Lançou um breve olhar novamente a estátua, lembrava-se de quanto tempo demorou para aprender aquela lição, dois ou três anos era o tempo médio que um bom aluno levava para aprender aquele tipo de coisa, mas ela levou cerca de toda a primeira parte de seu treinamento para deixar sua infância de lado e perceber a importância daquela questão.

- Me pediu dois motivos, e acho que dei apenas um. O segundo motivo é que assim como qualquer um aqui, ou até mesmo mais que qualquer outro aqui, ninguém tem de fato tanta necessidade em chegar até aquela estátua quanto eu. Não pelo lugar que ela significa as outras pessoas do mundo, mas simplesmente pelo direito de saber se é este meu destino. - Deu um longo salto para trás colocando uma certa distancia entre elas, tinha a impressão de que a jovem não a deixaria passar sem uma boa luta antes, se os papeis fossem opostos provável que o fosse dessa forma. - Então, mais uma vez eu peço desculpas, mas como eu já disse e vou repetir pela terceira vez: Não será você a me impedir de chegar até lá em cima, então dê passagem ou lute comigo, porque eu não repito aquilo que digo uma quarta vez.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Level 4
Level 4
avatar

Número de Mensagens : 412
AVISOS :
0 / 30 / 3

Força : ???
Resistência : ???
Agilidade : ???
Energia : ???
Cosmo (%) :
100 / 100100 / 100

Vida (%) :
100 / 100100 / 100

Data de inscrição : 16/07/2008

MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   Qua 16 Dez 2009 - 9:49

*A expressão continuava a mesma, estática e pela sustentação da postura da jovem, Beatrice poderia interpretar que ela não sairia de lá tão cedo.*

"Você nem sabe onde está e se julga privilegiada? Todos aqui tem direitos iguais, é meu direito zelar pelo que amo e impedir sua passagem!", parou por alguns segundos e retomou sua fala "Destino... As Parcas gostam de brincar com Humanos e Deuses... Talvez seu destino seja este aqui...", olhou no fundo dos olhos de Beatrice. "Lição número dois, os servos da Deusa da Guerra Justa devem sempre desafiar o destino e não devem aceitar o que lhes foi imposto! Lutar pela Deusa, é o destino dos Santos, morrer se for preciso, mas, acima de tudo, zelar pelo bem Dela e pela vida Dela, não importa o que isto custe."

*O sorriso se alargou. Uma risada? Sim, um pequeno e delicado riso, como se tivesse ouvido algo muito divertido.*

"Como sabes que não sou sua inimiga? Volto a lição número um, nunca julgue alguém pela aparência.", o sorriso se abriu mais ainda. "Já repetiu três vezes, com certeza repetirá uma quarta... Não é permitido que infiéis cheguem ao Santuário. E pare de me chamar de garota... Até parece que tenho 15 anos... Tenho um nome, sabia?"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Teste - Santa de Ouro de Câncer   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Teste - Santa de Ouro de Câncer
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» [Teste Teórico] John Cilan
» Teste para filhos de Poseidon
» Teste para filhos de Hades
» Teste para filhos de Zeus
» A Profecia - A Santa Aliança e a Grande Tríplice

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Saint Seiya World :: Era das Trevas - ON :: Treinamentos :: Arquivo de treinos-
Ir para: